• Histórico
  • Quadros

Contas Econômicas Ambientais

Contas de Extensão dos Ecossistemas

A contabilidade dos ecossistemas é uma abordagem coerente e integrada para a mensuração dos ativos dos ecossistemas e a identificação de serviços ambientais providos à vida humana. Por meio da mensuração dos estoques do capital natural em uma variedade de escalas, e da integração do valor de uso, ou do não uso, nos sistemas de contabilidade, é possível desenvolver indicadores que forneçam informações relevantes para as políticas públicas.

O primeiro passo para tal é determinar a dimensão espacial dos ecossistemas, tratando suas áreas naturais como ativos físicos (estoques). Essa dimensão é tratada como uma Conta de Extensão, e a mensuração desse componente é de grande valia no fornecimento de uma base comum para nortear as discussões sobre os vetores de mudança nos ecossistemas e suas relações causais ao longo do tempo.

As Contas de Extensão dos Ecossistemas do Brasil trazem uma análise da extensão das áreas naturais dos ecossistemas no Território Nacional, e uma aproximação de seu estado de conservação a partir da modificação de sua extensão ao longo da série histórica. A terra é um componente crucial no manual Experimental Ecosystem Accounting da ONU; deste modo, as Contas da Terra são um importante subsídio para o desenvolvimento das Contas dos Ecossistemas, tendo como ponto de partida as Contas de Extensão.

Contas de Extensão dos Ecossistemas - Tabelas

Série atual
NúmeroNomePeríodoTerritório
7335Contas de extensão dos ecossistemas2010, 2012, 2014, 2016, 2018BR, BI