• Histórico
  • Quadros

Pesquisa Nacional de Saneamento Básico

Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008

Introdução

Em 2008, o IBGE, em convênio com o Ministério das Cidades, realizou uma nova edição da PNSB utilizando os instrumentos de coleta da pesquisa anterior, porém adotando uma nova terminologia para os questionários de Limpeza Urbana e Coleta de Lixo – que passou a ser denominado Manejo de Resíduos Sólidos – e de Drenagem Urbana – agora tratado como Manejo de Águas Pluviais – além de introduzir um novo instrumento de coleta denominado Gestão Municipal do Saneamento Básico, aplicado a todas as prefeituras municipais.

O atual levantamento ocorre num momento em que a questão do saneamento básico ganha uma dimensão ainda maior com a promulgação da Lei nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007, que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico, nos seus quatro componentes: abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos e manejo de á guas pluviais. Além disso, esta lei determinou a elaboração do Plano Nacional de Saneamento Básico, que constituirá o eixo central da política federal para o setor. Essas iniciativas, certamente, irão se nutrir das informações derivadas da PSNB 2008 para a formulação das diretrizes e políticas públicas voltadas para a progressiva universalização dos serviços de saneamento.

Notas Técnicas

A Pesquisa Nacional de Saneamento Básico - PNSB 2008 foi realizada pela Coordenação de População e Indicadores Sociais - COPIS, contando com o envolvimento das representações do IBGE em cada Unidade da Federação que, com equipes de coordenadores, supervisores e entrevistadores, foram responsáveis pelas visitas aos municípios e por entrevistas a todas as prefeituras e prestadoras de serviços de saneamento no País, garantindo, desta forma, a cobertura nacional da investigação.

Objetivo

A PNSB tem por objetivo investigar as condições de saneamento básico de todos os municípios brasileiros, através das atuações dos órgãos públicos e empresas privadas, permitindo uma avaliação sobre a oferta e a qualidade dos serviços prestados, além de possibilitar análises das condições ambientais e suas implicações diretas com a saúde e a qualidade de vida da população.

Abrangência geográfica

A PNSB é um levantamento censitário que tem como população-alvo todas as prefeituras municipais, organismos responsáveis pela gestão do saneamento básico, órgãos públicos e entidades privadas que atuam na prestação de serviços de saneamento básico à população: companhias estaduais e/ou companhias municipais de saneamento básico, autarquias e fundações, consórcios públicos e empresas privadas de saneamento básico no âmbito de todo o Território Nacional.

A PNSB 2008 apresenta as seguintes desagregações espaciais, de acordo com cada modelo de questionário aplicado:

Abastecimento de Água – desagregação dos dados até o nível distrital.

Esgotamento Sanitário – desagregação até o nível distrital.

Manejo de Resíduos Sólidos – desagregação por município.

Manejo de Águas Pluviais – desagregação por município.

Gestão Municipal do Saneamento Básico – desagregação por município.

Data de referência

A data de referência da PNSB 2008 foi o dia da entrevista, exceto em:

Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário e Manejo de Resíduos Sólidos, em que a variável que investiga a relação entre a entidade prestadora do serviço e a comunidade servida, refere-se aos doze meses anteriores à data da entrevista.

Manejo de Águas Pluviais, em que as variáveis que investigam informações sobre inundações, enchentes e erosões, referem-se aos últimos cinco anos anteriores à data da entrevista.

Referências básicas

O número de informantes da pesquisa foi definido pelo número de unidades prestadoras de serviços de saneamento básico, públicas ou privadas, em cada município brasileiro. Assim, um município com serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos e manejo de águas pluviais poderá ter vários informantes para a PNSB. Por esta razão, o primeiro contato do IBGE com o município foi sempre a prefeitura municipal, onde esse número de informantes era determinado a partir da aplicação do questionário Gestão Municipal do Saneamento Básico.

Coleta das informações

A coleta realizada pelo IBGE transcorreu por cerca de seis meses e teve o ano de 2008 como ano de referência. Para tal, utilizou-se o questionário Gestão Municipal do Saneamento Básico, que em sua parte inicial faz um levantamento da oferta dos serviços de saneamento nos distritos e, nas partes seguintes, subdivididas nos temas Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Manejo de Resíduos Sólidos e Manejo de Águas Pluviais, traz informações sobre a gestão desses serviços nos municípios.

Os questionários temáticos – Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Manejo de Resíduos Sólidos e Manejo de Águas Pluviais – foram subdivididos em três áreas de investigação. A primeira, comum a todos os questionários, identifica as entidades prestadoras dos serviços, sua constituição jurídica e áreas de atuação. A segunda investiga a natureza dos serviços prestados e o controle de qualidade exercido pelas entidades no abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos e manejo de águas pluviais. Finalmente, a terceira parte dos questionários, com exceção do modelo Manejo de Águas Pluviais, pesquisa a relação entre as entidades prestadoras de serviços e a comunidade

Os questionários temáticos – Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Manejo de Resíduos Sólidos e Manejo de Águas Pluviais – foram subdivididos em três áreas de investigação. A primeira, comum a todos os questionários, identifica as entidades prestadoras dos serviços, sua constituição jurídica e áreas de atuação. A segunda investiga a natureza dos serviços prestados e o controle de qualidade exercido pelas entidades no abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos e manejo de águas pluviais. Finalmente, a terceira parte dos questionários, com exceção do modelo Manejo de Águas Pluviais, pesquisa a relação entre as entidades prestadoras de serviços e a comunidade

Estabelecimentos que foram objeto da pesquisa

Foram objeto da pesquisa as empresas, órgãos públicos ou privados, que prestam serviços de saneamento básico para atendimento à população de cada município, tais como:

Prefeituras;

Companhias estaduais e/ou municipais de saneamento básico;

Fundações;

Consórcios intermunicipais;

Empresas privadas de saneamento básico; e

Associações comunitárias.

Não foram consideradas as associações sem registro no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ, do Ministério da Fazenda; apenas aquelas formalmente constituídas.

Os questionários da pesquisa foram aplicados pela rede de coleta do IBGE junto a todas as entidades públicas e privadas do País que prestam serviços no setor de saneamento básico.

Procedimentos utilizados na coleta

Na avaliação dos resultados da PNSB 2008, devem ser observados alguns procedimentos que foram utilizados na aplicação dos questionários:

Rede geral de distribuição de água

Considerou-se que o município tinha rede geral de distribuição de água quando esta atendesse pelo menos um distrito, ou parte dele, independentemente da extensão da rede, números de ligações ou de economias abastecidas.

Quando a entidade utilizava mais de uma adutora de um mesmo tipo (água bruta ou água tratada) com frequências diferentes para um mesmo tipo de análise, considerou-se a frequência de análise da adutora com maior volume de água.

Quando a entidade utilizava mais de uma estação de tratamento de água com frequências diferentes para um mesmo tipo de análise da água tratada nas estações, considerou-se a frequência da estação de tratamento de água que tivesse maior volume de água tratada.

Rede coletora de esgoto

Considerou-se que o município tinha rede coletora de esgoto quando esta atendesse pelo menos um distrito, ou parte dele, independente da extensão da rede, números de ligações ou de economias esgotadas.

Quando o distrito possuía apenas uma estação de tratamento de esgoto que fizesse mais de um tratamento no mesmo volume de água, considerou-se o tratamento no volume que fosse mais abrangente.

Principal solução alternativa para o abastecimento de água e para o esgotamento sanitário

Considerou-se como principal solução alternativa para o abastecimento de água e para o esgotamento sanitário aquela que atendesse à maioria da população do distrito.

Manejo de águas pluviais

Considerou-se que o município tinha serviço de manejo de águas pluviais quando este existisse em pelo menos um distrito, ou parte dele, independentemente da extensão da rede de drenagem.

Manejo de resíduos sólidos

Considerou-se que o município tinha serviço de manejo de resíduos sólidos quando este existisse em pelo menos um distrito, ou parte dele, independentemente da cobertura e frequência.

Com relação à frequência da varrição na sede do município, foi considerada a maior frequência de atendimento.

Foi considerado como principal local para disposição no solo aquele que recebesse a maior parcela de resíduos coletados e/ou recebidos pela entidade executora do manejo de resíduos sólidos.

Foi considerada como diária a frequência de atendimento dos serviços de manejo de resíduos sólidos superior a três vezes por semana.

Quando a entidade fazia a disposição de resíduos sólidos especiais em locais de outro município e no próprio município, considerou-se esta última opção como resposta.

Pessoal ocupado nos serviços de saneamento básico

As informações sobre pessoal ocupado referem-se ao número de pessoas efetivamente envolvidas nos serviços de saneamento básico realizados pela entidade pesquisada e não ao quantitativo de funcionários da mesma.

Uma pessoa pode estar registrada em mais de um serviço de saneamento básico e até mesmo em mais de um município.

Tratando-se de abastecimento de água e esgotamento sanitário, a pessoa ligada tanto na administração quanto na operação/manutenção dos serviços foi considerada neste último grupo de atividade.

Tratando-se de manejo de resíduos sólidos, a pessoa envolvida em mais de uma atividade foi registrada naquela em que ficava ocupada a maior parte do tempo.

Código 8 - não sabe

Os valores solicitados que a entidade prestadora do serviço não soube responder receberam o algarismo 8 em todas as quadrículas do campo numérico do respectivo quesito, correspondente a “Não Sabe” fornecer a informação.

Informações agregadas

Quando o município era composto por mais de um distrito e a entidade não tinha condições de fornecer os dados das variáveis quantitativas por distrito, as informações foram registradas de forma agregada em um único questionário da entidade.

Gestão Municipal de Saneamento Básico:

NúmeroNomePeríodoTerritório
187Número de municípios, total e os com manejo de resíduos sólidos, por existência de catadores nas unidades de disposição de resíduos no solo2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
349Número de municípios, total e os que participam de consórcio intemunicipal/interfederativo, por área do setor de saneamento2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
354Número de municípios, total e os com ocorrência de doenças associadas ao saneamento básico, por tipo de doença2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
396Número de municípios, total e com serviço de abastecimento de água, por forma de execução do serviço2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
938Número de municípios, total e os que possuem imstrumento legal regulador do serviço de abastecimento de água, por tipo de instrumento legal regulador2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
976Número de municípios, total e os com serviço de abastecimento de água, por existência de legislação municipal sobre proteção de mananciais2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
977Número de municípios, total e os com serviço de abastecimento de água por rede geral de distribuição, por existência de legislação municipal que exige a aprovação e implantação de sistema de abastecimento de água para loteamentos novos2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
978Número de municípios, total e os que possuem órgão municipal gestor do serviço de abastecimento de água, por característica do órgão municipal gestor2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
982Número de municípios, total e os com serviço de esgotamento sanitário, por forma de execução do serviço2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1023Número de municípios, total e os que possuem instrumento legal regulador do serviço de esgotamento sanitário, por tipo de instrumento legal regulador2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1024Número de municípios, total e os com serviço de esgotamento sanitário, por existência de legislação municipal que exige aprovação e implantação de sistema de esgotamento sanitário para loteamentos novos2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1026Número de municípios, total e os que possuem órgão municipal gestor do serviço de esgotamento sanitário, por característica do órgão municipal gestor2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1027Número de municípios, total e os com serviço de manejo de águas pluviais, por forma de execução do serviço2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1028Número de municípios, total e os que possuem instrumento legal regulador do serviço de manejo de águas pluviais, por tipo de instrumento legal regulador2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1029Número de municípios, total e os com manejo de águas pluviais, por existência de legislação municipal que exige aprovação de sistema de manejo de águas pluviais para loteamentos novos2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1036Número de municípios, total e os com manejo de águas pluviais, por existência de legislação municipal que prevê mecanismo de controle das águas pluviais efluentes de novos loteamentos2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1228Número de municípios, total e os com manejo de águas pluviais, por existência de legislação municipal que prevê mecanismo de preservação das áreas de recarga de águas subterrâneas2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1229Número de municípios, total e os que possuem órgão municipal gestor do serviço de manejo de águas pluviais, por característica do órgão municipal gestor2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1230Número de municípios, total e os com serviço de manejo de resíduos sólidos, por forma de execução do serviço2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1231Número de municípios, total e os que possuem órgão municipal gestor do serviço de manejo de resíduos sólidos, por característica do órgão municipal gestor2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1232Número de municípios, total e os com serviço de manejo de resíduos sólidos, por existência e forma de cobrança de serviços especiais ou eventuais2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1233Número de municípios, total e os que exercem controle sobre o manejo de resíduos especiais realizado, por terceiros por tipo de resíduo2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU
1234Número de municípios, total e os com manejo de resíduos sólidos, por existência de catadores na zona urbana2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1235Número de catadores de lixo na zona urbana, por grupos de idade2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1236Número de municípios, total, os com manejo de resíduos sólidos e os onde existem e os onde não existem cooperativas ou associações de catadores, por existência e número de cooperativas ou associações de catadores2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1237Número de municípios, total e os com manejo de resíduos sólidos com participação de catadores nas ações de coleta seletiva, por forma de participação2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1238Número de municípios, total e com algum serviço de saneamento básico, por tipo de serviço2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1239Número de municípios, total e sem rede geral de abastecimento de água, por principal solução alternativa para o abastecimento de água2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1240Número de municípios, total e sem rede coletora de esgoto, por principal solução alternativa para o esgotamento sanitário2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1241Número de municípios, total e os com manejo de resíduos sólidos, por situação da coleta seletiva no município2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1242Número de municípios, total e os com manejo de resíduos sólidos, por natureza dos serviços2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1247Número de municípios, total e os com manejo de resíduos sólidos, por existência e forma de cobrança pelo serviço2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1248Número de municípios, total e os que têm conhecimento da existência de catadores nas unidades de disposição de resíduos no solo, por tipo de trabalho social desenvolvido com os catadores2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1429Número de municípios com serviço de coleta de lixo seletiva por tipo de material recuperado2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1441Número de municípios com serviço de coleta seletiva por área de abrangência2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
Voltar ao Topo

Abastecimento de Água:

NúmeroNomePeríodoTerritório
1364Número de municípios, total e os com serviço de abastecimento de água, por tipo de tratamento da água2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1365Número de economias abastecidas, de economias ativas abastecidas e de domicílios2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1366Número de municípios, total e os com serviço de abastecimento de água, por cobrança pelo serviço de abastecimento de água2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1367Número de municípios, total e os que estabelecem tarifa mínima para consumo de água, por faixa de volume de consumo2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1368Número de municípios, total e os com rede de distribuição de água, por parte do sistema onde estâo sendo feitas as ampliações ou melhorias2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1369Número de municípios, total e os com racionamento de água, por periodicidade do racionamento2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1684Número de municípios, total e os com rede de distribuição de água, por condição de atendimento no município2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1751Número de distritos, total e os com rede de distribuição de água, por condição de atendimento no município2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1752Número de municípios, total e os com serviço de abastecimento de água, por tipo de captação2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
1753Número de municípios, total e os com captação de água, por existência e tipo de poluição ou contaminação na captação2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
1754Número de municípios, total e os com captação de água, por existência e forma de proteção na captação2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
1755Número de municípios, total e os com geração de lodo no processo de tratamento de água, por destino do lodo gerado2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
1765Número de municípios, total e os com serviço de abastecimento de água por rede geral de distribuição, por natureza jurídica das entidades prestadoras de serviço2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1767Número de municípios, total e os com serviço de abastecimento de água por esfera administrativa das entidades prestadoras de serviço2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1773Volume de água tratada distribuída por dia, total e com existência de tratamento, por tipo de tratamento2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1787Número de distritos abastecidos, por cobrança pelo serviço de abastecimento de água2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
1836Pessoal ocupado exclusivamente no serviço de abastecimento de água ou nos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, por alocação do pessoal2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
Voltar ao Topo

Esgotamento Sanitário:

NúmeroNomePeríodoTerritório
1300Número de municípios, total e os com tratamento de esgoto sanitário, por tipo de sistema de tratamento2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1354Número de municípios, total e os com coleta de esgoto sanitário, por tipo de rede coletora2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1358Número de municípios, total e os com coleta de esgoto sanitário, por parte do sistema de esgotamento sanitário onde estão sendo feitas ampliações ou melhorias2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1359Número de municípios, total e os com rede coletora de esgoto sanitário, Número de ligações esgotadas e Número de economias esgotadas2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1361Número de municípios, total e os com coleta de esgoto sanitário, por tipo de constituição jurídica das entidades prestadoras de serviço de esgotamento sanitário2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1362Número de municípios, total e os com coleta de esgoto sanitário, por esfera administrativa das entidades prestadoras de serviço de esgotamento sanitário2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1708Número de municípios com rede coletora de esgoto, por existência e forma de cobrança do serviço de esgotamento sanitário2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
Voltar ao Topo

Manejo de Águas Pluviais:

NúmeroNomePeríodoTerritório
1255Número de municípios, total e os que possuem exclusivamente sistema de drenagem superficial nas ruas pavimentadas, por percentual de ruas pavimentadas exclusivamente com drenagem superficial2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1256Pessoal ocupado, permanente, contratado, terceirizado ou somente comissionado, no serviço de manejo de águas pluviais, por alocação do pessoal2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1665Número de municípios, total e os com dispositivo coletivo de detenção ou amortecimento de vazão de águas pluviais urbanas, por localização do dispositivo2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1764Número de municípios, total e os que sofreram inundações e/ou alagamentos na área urbana, nos últimos cinco anos, por área em que ocorreram inundalçoese/ou alagamentos2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2222Número de entidades prestadoras de serviços de manejo de águas pluviais, por tipo de natureza jurídica2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2223Número de entidades prestadoras de serviços de manejo de águas pluviais, por esfera administrativa2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2230Número de municípios, total e os com serviço de drenagem urbana subterrâneo, por tipo de rede coletora2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2239Número de municípios, total e os com serviço de manejo de águas pluviais, por pontos de lançamento do efluente2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2241Número de municípios, total e os com serviço de manejo de águas pluviais, por existência de assoreamento da rede de drenagem2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2244Número de municípios, total e os com serviço de manejo de águas pluviais, por pontos de estrangulamento que resultam em inundações2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2245Número de municípios, total e os que sofreram inundações ou enchentes nos últimos cinco anos, por fatores agravantes2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
2247Número de municípios, total e os que apresentam problemas de erosão que afetam o sistema de drenagem urbana, por fatores agravantes de erosão2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2252Número de municípios, total e os que possuem áreas de risco no perímetro urbano que demandam drenagem especial, por tipo de área de risco2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2254Número de municípios, total e os que possuem ruas pavimentadas no perímetro urbano, por percentual de ruas pavimentadas2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2256Número de municípios, total e os que possuem sistema de drenagem subterrâneo nas ruas pavimentadas, por percentual de ruas pavimentadas com drenagem subterrâneo2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2258Número de municípios, total e os que tiveram problemas de erosão no perímetro urbano nos últimos dois anos, por tipo de erosão2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
Voltar ao Topo

Manejo de Resíduos Sólidos:

NúmeroNomePeríodoTerritório
1257Número de municípios, total e com serviços de manejo de resíduos sólidos, por natureza dos serviços2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1353Número de municípios, total e os com serviços de manejo de resíduos sólidos, por existência de coleta seletiva2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1709Quantidade de caminhões utilizados nos serviços de manejo de resíduos sólidos, por tipo de caminhão2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
1710Número de municípios com serviços de coleta seletiva, por aplicação dos recursos provenientes da coleta seletiva2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
1713Número de municípios, total e os com serviços de manejo de pilhas e baterias, por forma de disposição no solo2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1714Número de municípios, total e os com serviços de manejo de pilhas e baterias, por tipo de processamento2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1715Número de municípios, total e os com serviços de manejo de resíduos de construção e demolição, por forma de disposição no solo2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1717Número de municípios, total e os com serviços de manejo de resíduos de construção e demolição, por tipo de processamento2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1718Número de municípios que coletam e/ou recebem resíduos sólidos industriais perigosos e/ou não-inertes, por forma de disposição no solo2008BR, GR, UF, RM, RS, AI, MU
1719Número de municípios que coletam e/ou recebem resíduos sólidos industriais perigosos e/ou não-inertes, por tipo de processamento2008BR, GR, UF, RM, RS, AI, MU
1727Número de entidades com coleta domiciliar regular de resíduos sólidos, por existência de coleta domiciliar regular de resíduos sólidos em área de difícil acesso2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1738Número de sedes do município com serviço de coleta regular de resíduos sólidos nas vias e logradouros públicos, por frequência da coleta2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1779Número de sedes do município com serviço de coleta domiciliar regular de resíduos sólidos, por tipo de serviço de coleta e frequência da coleta2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
1921Número de municípios que coletam resíduos sólidos industriais perigosos e/ou não-inertes, por frequência da coleta2008BR, GR, UF, RM, RS, MU, AI
2064Número de municípios que coletam resíduos sólidos industriais perigosos e/ou não-inertes e Quantidade coletada de resíduos sólidos industriais perigosos e/ou não-inertes2008BR, GR, UF, RM, RS, MU, AI
2277Número de entidades prestadoras de serviços de manejo de resíduos sólidos, por natureza jurídica das entidades prestadoras de serviço2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2278Número de entidades prestadoras de serviços de manejo de resíduos sólidos, por esfera administrativa2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2307Número de distritos-sede com sistema de varrição e capina das vias públicas, por forma de execução de varrição e/ou capina2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2334Número de municípios que coletam e/ou recebem resíduos sólidos de serviços de saúde sépticos, por forma de disposição no solo2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
2335Número de municípios que coletam e/ou recebem resíduos sólidos de serviços de saúde sépticos, por existência e tipo de processamento dos resíduos sólidos de serviços de saúde sépticos2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
2362Número de municípios com serviço de coleta de lixo seletiva, por destinação do material coletado2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, MU, AI
2366Número de veículos e equipamentos utilizados nos serviços de manejo de resíduos sólidos, por tipo de veículos e equipamentos2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
2367Pessoal ocupado nos serviços de manejo de resíduos sólidos, por indicação do serviço executado2000, 2008BR, GR, UF, RM, RS, RD, AI, MU
Voltar ao Topo